domingo, 4 de novembro de 2012

[ Not-Me ]







Quem mais eu poderia ser?

É impressionante como brilham as vidas que vemos espalhadas pela rua. Eu caminho pela cidade e só observo as pessoas. São tão lindas, tão cheias de mistérios. É um sorriso preso no canto da boca, um olhar distante, gargalhadas cheias de intenções... Quanta história carregariam? Eu seria capaz de trocar um pouco da minha vida só para conhecê-las um pouco mais. São tão radiantes, tão interessantes, tão... não-eu. Que chega dá vontade de vivê-las. Uma a uma. Só para provar como seria, uma vezinha só, não ser eu.

Um comentário:

Srta. Vihh disse...

Também adoraria experimentar, nem que por um dia, não ser eu.
bjOus