terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Resistência




Enquanto a palestra rolava seus carretéis enfadonhos e maçantes por entre toda aquela gente, ela só o observava. O lugar estava lotado, a luz não era das melhores, mas eles estavam próximos o suficiente para se tornarem assunto mais interessante naquele lugar. Eles se reversavam. Cada um tinha sua vez de observar o outro, mas sem cruzarem o olhar por tempo suficiente para se configurar uma paquera explícita.

Ela precisava de um rosto, de uma figura para assumir o lugar que ela vem preparando a tanto tempo. Ela precisava de alguém que tomasse para si todo o amor que ela vinha guardando. E ele parecia tanto ser essa pessoa... O candidato ideal para assumir esse lugar.

Ele tinha no olhar uma gravidade que ela gostou de primeira. Bem como um sorriso daqueles que esquentam qualquer coração. E suas demais características eram em geral bastante atraentes. Porém o que mais chamava a atenção dela, definitivamente, era aquele semblante de alguém sério, comedido e que carregava meio mundo nas costas. Em tempos em que as pessoas aprendem desde cedo a despejar nos outros seus fardos, encontrar alguém que seja resistente e plenamente consciente do peso que carrega, era de se apaixonar mesmo.


Aldrêycka Albuquerque

Um comentário:

nr. disse...

Adoro seu blog! Voltei com o meu antigo, não sei se você o conhece, faz uma visitinha, por favor :)
http://loucuracensurada.blogspot.com.br/
Obrigada, beijos! :]