quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Que tipo de amor é esse?




Que tipo de amor é esse que me aquece, mas depois me deixa padecer?
Que me impressiona, mas depois se afasta?
Que me alegra, mas depois some?

Que tipo de amor é esse que me encanta com palavras nunca antes mencionadas, depois se perde em incontáveis clichês?
Que me entorpece, mas não tem coragem de embebedar?
Que deixa o corpo em brasa, mas não se atreve a tocar?

Que tipo de amor é esse que se esconde nas sombras?
Que se arrisca em olhar, mas tem medo de estar presente?
Que se perde no pragmatismo e deixa passar grandes oportunidades?

Que tipo de amor é esse?

Esse é o amor que espera o tempo certo, pois sabe que no tempo errado não daríamos certo, estragaríamos o sentimento.
É o amor que não se perde em promessas, nem se ilude com expectativas, ele anda em terreno firme e a todo o tempo está com os dois pés no chão.

Esse é o amor que não se afoba, nem teme ser extinto. Pois por si só, sabe que é forte, sabe que agüenta a espera, a angústia...
É o amor que é sensato, que pensa no outro. Que teme pelo coração do outro.

Esse é o amor que ama sem gritar pros quatro cantos. Ele ama baixinho, só entre ele e o coração. Pra não se enganar, pra não se machucar, pra não se precipitar.

É um amor maduro, que não é menos que os outros, só mais angustiante.
Amigos, perdão pela ausência. É pura falta de inspiração mesmo. Mas continuem comentando, que leio tudo! E visito vocês sempre que posso! Beijo grande!!

10 comentários:

''[G]ü[R]ÿ disse...

nosss... "Esse é o amor que não se afoba, nem teme ser extinto. Pois por si só, sabe que é forte, sabe que agüenta a espera, a angústia...
É o amor que é sensato, que pensa no outro. Que teme pelo coração do outro." ... tenhu que chamar minha dita-cuja pra ler aki.. vc praticamente me descreveu.. tá conseguindo ler mentes por msn, é??.. kkkk

"Esse é o amor que ama sem gritar pros quatro cantos. Ele ama baixinho, só entre ele e o coração. Pra não se enganar, pra não se machucar, pra não se precipitar.

É um amor maduro, que não é menos que os outros, só mais angustiante."

Adorei.. foi impressionante como as palavras aki ditas são de uma combinação e coerencia triunfantes!!!

alohaaaa.. querida amiga!

- Felipe Linhares - disse...

Ah, eu nem sei o que é o amor ainda.
Quando eu descobrir, te conto.

Mariana disse...

Ah...que confuso né??

Sempre quando eu fico cheia de duvidas sobre que amor é esse, a primeira resposta que me vem é que não é amor.

Não me leve a mal, ando meio descrente... hehehe

bjs

Iêda disse...

Dreycka,

Ai!!... amiga quem é que consegue entender o amor?
acho que é tão simples, mas que ao tentar desvenda-lo a gente acaba é complicando tudo.
Amei o post.

sim... é a convivência contigo que me inspira kkkkkkkkkkk.
Beijos amiga.

Camila :) disse...

muitoo liindoo, esse amor parece ser naum correspondido,ou duro aindaa demais pra ser amor mesmo.

bejoos

Lizzie disse...

Amor-maduro. Um amor que é maduro no centro, mas que não é maduro de fruta porque não há de cair.
Que lindo! *-*

Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Mariana Valente disse...

lindo Drêycka... adorei!

beijinhos da Mari
=)

Vida disse...

Floor!
Obrigada pelo recado!
Voltei sim e espero manter o ritmo... ^^

Quanto à esse tipo de amor.... não sei.

Acho que o amor, o verdadeiro amor quando acontece, não traz a angústia. Além de sentir a paixão, o tesão, as palavras doces e etc, o principalque o verdadeiro amr traz a paz. A paz que se sente só de olhar, estar, sentir e pensar na pessoa.
Assim que eu penso no verdadeiro amor.
Mas iss tbm é muito subjetivo né...

Enfim...
Quanto á inspiração, se necessário de um tempo para vc mesma...para ler, prestar atenção em coisas simples...uma hora ela vem...

BEIJINHO!

Mary West disse...

Ain o amor. Tou na espera. Sentada.

googler disse...

pofengdao
peon36
budongmingguang
xingxing86
qianghan63