sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Esqueça as Possibilidades




Se eu acho que um dia isso vai passar? Não sei. Talvez você apenas se esqueça. Mas toda vez que tocar uma música ou sentir um cheiro, você lembre de tudo. Só que aí você já vai estar curada, e as memórias não passarão de memórias de um passado bom, mas que PASSOU.


É inquestionável a intensidade que vocês viveram. É inquestionável o quanto você o amava. O que passou, passou. Aconteceu. Você não pode querer apagar as memórias ou mudá-las. Porém quem ele se tornou ainda é questionável. Um passado de tantas inconstâncias emocionais não faz dele uma pessoa tão confiável assim. Não queira acreditar no que ele pode dizer hoje, nem fazer. Você sabe o quanto ele é volátil e
inconstante. Ele ainda não pode te dar garantias.


A questão que eu quero abordar é que independente se você ainda pode voltar a amá-lo, independente se você ainda o ama, isso não tira de você a possibilidade de amar e ser amada por outro sem ser ele. E é assim que tem que ser. Há quase três anos você decidiu amar e ser amada por outra pessoa, e esse amor está disponível pra você independente das promessas de amor eternas (atrasadíssimas) dele.


Se realmente existiu uma possibilidade de vocês ficarem o resto da vida juntos, passou. E essa possibilidade não elimina as outras. Você continua sendo capaz de amar outro o tanto quanto e ser amada ainda mais do que ele jamais poderia te amar.


Você precisa colocar na cabeça que as intensidades existiram, estão aí dentro de você. É normal que se você as cutuca-las elas virão à tona como vieram hoje. Mas por favor, não pense que ele foi sua única chance. Não pense que ninguém mais pode te fazer feliz. Eu sei bem como são as lembranças. A nostalgia é maldita, te faz lembrar de coisas que até nem aconteceram. Te faz reviver momentos bons como se tivessem sido ótimos. Não caia na armadilha do passado. Não queira por seus nervos à prova da nostalgia de um amor tão feroz que existiu, MAS PASSOU. Pois lembranças são complicadas. São perigosas.


E o mais importante: a vida deu a vocês uma oportunidade. Cada oportunidade tem um tempo e um lugar determinado no espaço. Se um de vocês deixou essa oportunidade passar, já era. O tempo dela passou. Não adianta insistir nem pensar em como seria se tivesse sido... se tivesse falado... se tivesse tentado. O "e se" mata a alma.


Não queira se perder em memórias antigas. Não queira se perder em questionamentos inapropriados. Se não foi, hoje definitivamente não poderá mais ser. Só peço que você dê um tempo para si. Para ele...Tome um tempo para separar a "memória" das "possibilidades". Vocês dois são só memórias. Não existem mais as possibilidades.



Novamente: O PASSADO NUNCA TE FARÁ INCAPAZ DE "AMAR MAIS" OU SER "MAIS AMADA". NUNCA! O passado se foi e você tem que lidar com isso de forma serena e o mínimo nostalgicamente possível.



Esqueça as possibilidades! Viva sua linda realidade!

Aldrêycka Albuquerque



Espelho, espelho meu... Existe alguém mais complicada do que eu? Espero que vocês tenham gostado! :D


*** Escrever na primeira pessoa é para os fracos! ; ) kk

3 comentários:

Luciana disse...

É o amor qnd é sentido é igual em qualquer lugar mesmo.
Entendo perfeitamente tudo que esta escrito aqui...e gosto da forma como vc colocou.

Taty Maria disse...

nossa precisava escutar algo exatamente assim, muito bom seu texto! bjus

Iêda disse...

Valeu Dreycka, por seu texto inspirador e pé no chão, ditos de uma maneira que só vc poderia escrever; Me fez pensar no que realmente importa na vida.
amei!
Beijos e obrigada por me deixar publicar seu texto no Only Hope.
Beijosss