segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Cold Water




Você pode escutar o que eu falo entre as palavras? Entre as precipitações, entre as conversas sem sentido? Você consegue escutar além dos sons que emitimos ao conversar sobre coisas banais? Você consegue enxergar através dos nossos olhos nervosos? Consegue ver tudo que está sendo escondido há tempos por nós dois?

Você me perdoa por não ser quem eu deveria? Me perdoa por dizer tantas coisas que não me caberiam? Perdoa minhas explosões? Meus vulcões? Meus desejos e devaneios? Você me perdoa por querer pecar? Me perdoa por te ter como pecado?

Você pensa em mim quando vai dormir? Quando escuta aquelas músicas? Quando vê meu lugar vazio? Quando escuta minha voz no meio da multidão? Você ainda pensa em mim?

Você ainda sente meu cheiro de chuva? Minha intensidade de tempestade? Minha cor de relâmpago? Minha profundidade oceânica? Me perdoa por ter te desafiado a mergulhar.

 A. Albuquerque.


Cold, cold water surrounds me now. And all I've got is your hand. Damien Rice

4 comentários:

Luciana disse...

Hoje tenho me surpreendido com várias coisas e uma delas são os seus textos.Cada vez melhores!(me lendo?rs)

Tudibommocinha

Drunken Alina disse...

"Você ainda sente meu cheiro de chuva? Minha intensidade de tempestade? Minha cor de relâmpago? Minha profundidade oceânica? Me perdoa por ter te desafiado a mergulhar"

AMEI!

Lembrou uma poesia que está escrita num muro no centro da cidade...e sempre viajo naquelas palavras...asim como acabei de viajar nas suas!

Um beijão!

Anônimo disse...

O sentimento pelo seu ato mais expressivo... parabens conseguiu dividir um pouco de você com o tempo!

Abraço!

Drêycka disse...

valeu, anônimo... :(