sábado, 22 de novembro de 2008

Imerso em um devaneio cor de abóbora


Essa história já começou bem AQUI.
Já foi
ASSIM.


E continua assim...


Ele estaciona o carro e respira fundo. Ela coloca a alça da bolsa delicadamente nos ombros e se põe a sair do veículo, tristemente. Ele interrompe:

- Peraí! Não tem que ser assim.

- Realmente, mas parece que é o que vai ser. Preciso ir... E ela beija docemente os lábios do rapaz, como quem sela uma carta que nunca mais voltará as suas mãos.

Ele segura a mão dela, enquanto olha dentro daqueles olhos grandes, brilhantes. Sem palavras, sem promessas, sem mágoas. Ele só admira aqueles olhos, só se comunica com eles. Mas parece covarde, não se arrisca a falar, não se arrisca a pedir.

Ela aguarda explicações, palavras belas, um beijo talvez, uma promessa de se verem no final de semana... Ela suspira. Sai do carro tão rápido, que ele só sente o perfume dela no ar e o som dos seus passos pelo asfalto. Ele continua no carro. Continua. Continua. Estático. Pára um instante, olha pelo retrovisor a silhueta daquela moça se desfazer na escuridão da noite. Ele enfim resolve.

Ela desce do carro arrasada. Um sentimento de perda, mas ao mesmo tempo o culpa por tanta covardia. Enquanto vai pensando, deixa escorrer algumas lágrimas salgadas e negras de tanta tristeza. Triste, a alma chora. Ela por um momento consegue escutar o som das lágrimas desligando. Até atentar para o fato de que ainda não escutou o carro do rapaz dar partida e ir embora dali. Mas ela se recusa a olhar pra trás. Levanta a cabeça, respira fundo, enxuga as lágrimas apressadas e continua a andar. Ela quase que se perde na escuridão. Ela então escuta um barulho.


FINAL 01 (cor de rosa)

Ele sai do carro e grita pela moça já distante. Teme que ela não o escute.
*
Ela pode jurar ter escutado ele gritando seu nome, mas não está muito certa. Não quer arriscar olhar pra trás e demonstrar sua fraqueza exposta ali em lágrimas. Continua andando.
*
Ele corre desesperado. Ela o escuta e para sem saber se deveria voltar ou não. Não demora muito, ela a alcança, puxa-a pra perto de si. Eis que o rapaz a abraça de uma forma tão singela e apaixonada que ela continua a chorar, agora copiosamente. Ela não se importa em demonstrar sua fraqueza, contanto que consiga extravasar o que está sentindo.

Ele olha dentro dos olhos dela e dispara:

- Eu estou louco por você. Você me ensinou esse sentimento louco que me tomou por completo, não consigo nem falar direito. Eu, eu... Eu acho que te amo.

Ela continua a chorar, mas arremata:

- Então vá embora e viva isso. Você tem muito o que fazer.

Ela então se vira e vai embora. A moça de olhos grandes e brilhantes, aquela apaixonada desvairada, em um lapso de consciência e sensatez, lembrou da terceira pessoa envolvida nessa trama. Em respeito a ela, se retirou.

“Agora é a vez dele.” Pensou a moça sorrindo.




FINAL 02 (cor de abóbora)

Ela escutou um barulho. “Deve ser ele, tem que ser ele!” Repetia ela como um mantra, desejando que ele corresse ao seu encontro.
*
Ele respira fundo. Liga o carro e vai embora. Fica olhando para o espelhinho do retrovisor. “Lá se vai uma felicidade” Pensa ele pouco tristonho. Liga o rádio numa estação qualquer e fala em voz alta e forte pra si mesmo:
- “Pois me deixe com a minha felicidade atual, ela é menos complicada. De trabalho estou cheio! Cheio!”
Sentiu o som hipócrita da sua própria voz. No mesmo instante, uma música conhecida no rádio.

“Meus olhos te viram triste, olhando pro infinito, tentando ouvir o som do próprio grito.” – Vanderlee (Esperando Aviões)

Ele lembra da moça das palavras em poesia. Desliga o rádio e se desliga do mundo. Ele se recusa a perder a cabeça por alguém. Ninguém pode valer a pena.



E aí? Qual final vocês escolhem?

8 comentários:

Alice disse...

endereço do meu novo blog... =]

bjooo

Gilvan disse...

escolho final 1... mais emocionante.. alohaaa...

Guria disse...

Ahhh eu escolho o final 2 eu gostei muito mais... =)
Pra mim ele é muito mais emocionante.
E aquela música que falamos no ouotro post ela é de uma duplica pop aqui do Sul sabia?? Pois é sim, o nome da duplinha é Claus e Vanessa e a música é Ta com medo de amar, tem outra deles que gosto mais ainda que é Amor se você for embora... tente ouvir e depois me fale o que achou.

Beijosss ótimo inicio de semana

Aym disse...

final 1.
\:) QUANTO TEMPO DREYCKIIIITCHA.
saudade viu?
so mais essa semana e a outra de correria, eu volto a vida blogueira normal.!!!!!
beijinhos
boa semana

Anna Oh! disse...

Aii, eu to até com vergonha... mas, lembraaaa aquele meme q vc tinha passado faz um tenpão? Pois é, a gente conseguiu responder!!!

eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee \o/

tá lá no Divã!

Bjusss e obrigada!

Tatah Marley's Confissões disse...

o 1 foi mais intenso!
é isso, o 1!
x)

Juliana disse...

Li o começo o meio e o fim1
ADOREI
estou pensando em criar uma novelinha no meu blog tambem!
escolhi o final 2, é mais real!

;**

Iêda disse...

Drycka,
Emocionalmente eu prefiro o final 1 com certeza.
mas o 2 é mais real.
Gostei muito do texto...
Já pensou em escrever um romance? acho que vc iria fazer muito sucesso.
Beijosss
Iêda