quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

(des) Edificante




"Não vou mais falar de amor
De dor, de coração, de ilusão
Não vou mais falar de sol
Do mar, da rua, da lua ou da solidão"
Kid Abelha - Meu vício agora





Eles querem que eu fale de amor, de paixões, da felicidade. Mas como se por dentro eu estou cinza? Se o céu só está nublado? Se nem chove nem abre o sol. O mormaço, o cinza, a mesmice... Como poderia eu falar do amor?

Eles querem que eu escreva sobre utopias, príncipes encantados, amor sem reservas e a perfeição. Mas como, se no final das contas meu coração me pregou mil peças? Se a cada dia o amor se mostra mais artificial, maquiado, folclórico, infantil? Se o oásis virou deserto e meus camelos de sede morreram. Se não restou um só ser vivo para ter esperança... Como poderia eu falar do amor?

Eles querem que eu use rimas, cante músicas apaixonadas, escreva sobre sonhos e esperança. Mas como, se eu não sei mais o que é sonhar? Se as músicas se tornaram tão secas, tão duras e frias. Se a esperança parece meta distante. Se não sobrou migalhas de um amor que não saiu do outono... Como poderia eu falar da primavera?

Se eu continuo vivendo no outono, nunca poderia falar do perfume dos lírios. Muito menos das mil cores das rosas. Se eu continuo vendo as folhas laranja, vermelha, secas, só caindo, só cedendo, só desistindo. É até prazeroso pra mim, ser o avesso do que eu era antes. Daqui pra frente, continuarei assim: desedificante!



"Meu vício agora...
É o passar do tempo
Meu vício agora...
Movimento, é o vento, é voar...
E voar"
Kid Abelha - Meu vício agora

10 comentários:

Roderick disse...

O amor não é para falar.
É para ser vivido.
Isso é que é dificil!

Mustafa Şenalp disse...

çok güzel site. :)

Srta. V disse...

as coisas só precisam acontecer, não são pra ser faladas mesmo.

''[G]ü[R]ÿ disse...

mesmo pela tristeza, vc ainda escreve coisas admiráveis de reflexão.

adorooo

obrg pelo coment

alohaaa

Lídia disse...

Ô flor...eu sei como se sente viu...
Você está que nem eu...perguntando pra tu mesma, quem é vc?
Não é?
Uma dica...não leia sobre sócrtaes e nem descartes, tá?
Tu vai ficar confusa que nem eu...ahahhahaha

E quanto ao amor...
São raríssimas as pessoas que escrevem sobre ele...e quando o fazem, é porque já viveram, já sentiram...o que é diffiiicil...
Beijos lindona!
Fica em paz!

*Lusinha* disse...

Imaginar já seria melhor de vez em quando, não?
Bjitos!

Marie Curie disse...

Dias cinzas, pensamentos cinzas, dias que não se definem... antes fosse tudo preto no branco, alegria ou tristeza, mas tudo o que sinto é morno, sem gosto...

uma hora há de mudar pra gente :)

Beijos!

Maria Fernanda disse...

Ai Drê,
tá tão lindo mas tá tão triste.

Queres um lápis de cor para colorir o teu interior???

Srta Diazepan disse...

chegou a hora de parar de falar e começar a viver o amor... ( pelo menos isso está nos meus planos *rs)

beijooooooo

Mary West disse...

Eu tenho fé no amor, apesar de até o momento soh ter recebido desgosto da parte dele.