domingo, 1 de fevereiro de 2009

Sua Majestade, O Sapo




Sabe do que eu mais gosto nele? É seu jeito imprevisível. Ele pode estar um doce hoje, um idiota amanhã. Um asno hoje, um filósofo amanhã. Ele pode querer passar a noite inteira falando sobre planos, asneiras, vida, sexo, música e dinheiro. Ou pode não querer papo.


O jeito ridículo de se fazer de marrento. Depois torcer o braço e passar pelos momentos mais hilários que eu já vi. É dizer que não quer, mesmo querendo. É querer ser comedido, mesmo estando louco pra se jogar!


É falar de “mãos, bocas e perfumes” da maneira mais direta e simples que eu já vi. Sem ser desrespeitoso nem inconveniente. Ele fala de tudo, como quer. Me provoca risos aos montes. Me irrita depois me arrepia. É um canalha, um príncipe, um sapo e um cafajeste.


Ele é assim. Bom moço, cheio de quartas e quintas intenções. Comedido, respeitador. Cheio de malícia. Não guarda nada, fala tudo. Se apresenta carinhoso e atencioso nas horas mais improváveis. Se mostra sem coração, caloroso, irritante, dócil, sexy, imbecil, estranho, gracioso... É ele! Assim, por ele mesmo.



:)

3 comentários:

''[G]ü[R]ÿ disse...

uhuuu.. gostei do post.. tá voltando à antiga dreycka romantica e imprevisível de antes!! adooorooooo

alohaaa

Lídia disse...

Hummm...e é tão bom amar TUDO, não é?
Beijos gatona!
E obrigada pelo elogio!
=}

Lih disse...

eita que eu tou louca pra me apaixonar desse jeito tb!..rs

sdds daqui...

bjinhu