quinta-feira, 21 de agosto de 2008

:: Palavras Adversas

(Não procure por lógica)


Eu quase posso te tocar

Poderia até segurar as emoções
Sufocar inspirações
Ou apenas silenciar o óbvio
Quem nunca se viu em desespero?
Por pouco conseguir tocar a dor, a tristeza, de tão reais que parecem ser.
Mas da vida precisamos ser palhaços, rir em vez de chorar
Ferida aberta, o desamor corrói
O desmanchar dos sonhos, planos se esvaindo...
Antigos sorrisos estampados em fotografias amareladas
A lágrima, o desabafo.
Como água escorrendo entre os dedos, você passa por mim
Me recuso a me importar
Me puno por me permitir ainda sentir
Quero ser a indiferença que encanta,
A frieza que se destaca
Num meio feito de superficialidades
Cheio de sorrisos plásticos e felicidades comercializáveis.
Preciso ser os olhos fechados perante a montanha russa
O cerrar dos punhos numa discussão
Preciso ser o equilíbrio entre dois lados diferentemente iguais
Mesmas cores, sentidos diferentes
Eu quero pintar o céu de um azul mais forte
Ou simplesmente pincelar o alaranjado no céu, no mar e nos lábios de todo mundo
Todo mundo deveria ter um sol na boca
Seria abrir e sorrir, amanhecer...
E assim, cada um fazer mais que o sol
Ou quem dera as estrelas brilhassem todo o dia, não só à noite
E a Lua fizesse parelha com o Sol, e alegrasse meus dias
Eu só queria ter a força do mar
A delicadeza da Lua
E a profundidade do Sol
Belo é o segundo parado, estático.
A câmera lenta
O não pensar, só agir.
Dentre tantos caminhos, escolhi o mais colorido
Não economizarei as pinceladas

É que eu não sei ficar longe daqui!

Continuo um pouco ausente, mas sempre que "doer, eu estou escrevendo".
Beijos.

5 comentários:

Olhos Virtuais disse...

mais é uma poeta mesmo heim...
Queria que a vida toda fosse em camera lenta como escreveu.

bjs

''[G]ü[R]ÿ disse...

adorei as frases, soltas e unidas, num só ritmo, num só coração... eitaaaa....

sim, eu q desenhei akeles quadros.. são meus filhinhos.. !!!.. uhuuu kkkkkkkkkkkkk

e viu, obrg pela visitinha..

e adorei tua imagem, a da agua neste post "quase posso te tocar" .. é bem legal o q vc quis dizer e a foto... putzz.. mto lindooo
adoreiiii

bjjjjj

alohaaaaaaa

Camilla disse...

É exatamente assim que estou me sentindo.

"Poderia até segurar as emoções
Sufocar inspirações
Ou apenas silenciar o óbvio
Quem nunca se viu em desespero?
Por pouco conseguir tocar a dor, a tristeza, de tão reais que parecem ser."

Achei perfeito esse trecho. Minha dor está sendo tão forte ultimamente que chega a ser dor física, quase a toco, de tão real, como vc disse.

Vou linkar seu blog, tá?

bjos.

Srta Diazepan disse...

ai que lindo Drê!!!!

posso usar? prometo que coloco os créditos!!!

beijos

Guria disse...

Eu simplesmente amo as coisas que tu escreve... acho muito bem escrito... eu sinceramente gostaria muito de ter um sol na boca... ou nem só na boca (se é que me entende) mas ultimamente anda muito dificil.

Beijinhos