sábado, 28 de junho de 2008

Momento Master Card


Master Card da Vida


Não tem preço...
Acordar às seis da matina e lembrar que é sábado, e você pode dormir o quanto quiser. Chegar na praça de alimentação do shopping e devorar aquele nhoque que você ama, mesmo com um monte de magricela na mesa ao lado, comendo salada que nem uma lagarta pálida. Escutar no rádio sua música preferida, e poder aumentar o volume e cantar que nem uma louca. Ver o rapaz que você gosta, te sorrindo ou te ligando pra dizer que lembrou de você. Não tem preço... Escrever seus pensamentos num blog onde um monte de gente legal lê, dá suas opiniões, e ainda te conforta quando é preciso. Olhar aquela roupa maravilhosa na vitrine, e poder comprar. Mesmo se for dividido em 750 meses sem juros. Assistir a nova temporada da sua série preferida na Tv Aberta. Ter conexão banda larga e poder assistir os vídeos do mundo inteiro na hora que você quiser. Não tem preço... Ter alguém pra chorar junto, rir junto... conviver. Beijar quando tem vontade, gritar quando der na telha, e sorrir descontroladamente enquanto te olham sem entender a graça. Rir de uma piada que só você entendeu. Largar cedo. Do trabalho, da faculdade, do curso... Tomar um suco de frutas de manhã cedo, com alguém que você gosta e olhando pra uma paisagem linda a sua frente. Comer abacaxi fatiado. Não tem preço... Liquidar uma conta e não dever mais nada. Ver o quarto arrumadinho com cheirinho de limpo. Dormir com lençóis limpos, saidos do varal. Andar de ônibus escutando seu iPod. Dia de sol na praia. Sair com os amigos, de baixo de chuva, sol, tornado... Simplesmente estar com eles. Arrumar as malas e viajar. Não tem preço... Escrever algo que todos gostem. Tirar nota 10 na prova. Ser elogiada. Receber sms pelo celular, scrap pelo orkut e comentário no blog. Vestir um roupa que você ache linda. Quando qualquer roupa fica boa em você. Comprar sapatos novos. Não tem preço... Arrumar o cabelo de um jeito que você diga: "enfim, agora ele ficou bom". Tá de boa com seus familiares. Vestir lingerir preta sexy. Não tem preço... ME SENTIR BEM!

Um comentário:

Vinícius Aguiar disse...

É... são as pequenas coisas da vida que fazem com que ela valha a pena!! Realmente, VIVER não tem preço!
Beijos!