sexta-feira, 6 de junho de 2008

:: Time, aways time...

Tempo, sempre o tempo...

O que não é destruído pelo tempo?

O tempo nem sempre é amigo.

O tempo às vezes é lento, às vezes rápido demais.

O tempo às vezes esfria, às vezes ferve e evapora.

O tempo deixa os cabelos brancos, ou simplesmente te deixa sem eles.

O tempo te marca no rosto quantas primaveras já viveu, ou quantos invernos já sofreu.

O tempo machuca, congela.

O tempo atrasa, acelera.

O tempo é curto e é longo.

O tempo traz minutos e segundos de diferentes tamanhos.

Traz um pequenino minuto para nossa felicidade.

Mas um gigantesco minuto para nosso sofrimento.

O tempo é vilão, sempre correndo contra a corrente.

Tempo, sempre o tempo.

Tudo muda, mas ele continua sempre o mesmo.

Seria válido continuar a esperar?

Será que o tempo não vai se encarregar de destruir o que ainda restou?

Será que não ficará pedra sobre pedra depois dos anos passarem?

O que não é destruído pelo tempo?

A juventude?

O amor?

A paixão?

A saúde?

E a minha paciência? Se esvaindo, se esvaindo...


7 comentários:

Vinícius Aguiar disse...

Esse mesmo tempo que destrói, ensina! Não é o tempo que coloca todas as coisas que mais amamos a perder, e sim a nossa necessidade de querer sempre mais e mais, muitas vezes deixando de lado os nossos mais sinceros sonhos... os sonhos... esses, tempo nenhum pode destruir!

Ana Clara Maia disse...

Pro meu chefe sim... A gente vai "se separar" por uns tempos.
Não sabemos por quanto tempo, se muito se pouco, se pra sempre, não sabemos nada.
Só sabemos que eu fui remanejada, ele foi remanejado. Estamos os dois passando por situações novas e diferentes juntos, os dois sem querer passar por isso tipo de mudança.
Já chorei sozinha, já chorei com ele, ele já me disse q sentiu muito.
Está díficil lindona.
É uma pessoa que eu tenho um carinho enorme, que frenquenta minha casa, que conhece meu namorado, que me apoia em todos os sentidos.
Separar de quem a gente gosta nunca é bom, ainda mais quando não se pode fazer nada para mudar...

Henrieth disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Srta Diazepan disse...

te digo que o tempo é imprescendível pra mim... com ele me reestruturo. Ah o sr tempo... que me dá o meu temppo pra ficar bem.

beijos gata garota!

ah! sobre meu texto de sp... te conto uma... sou carioca fia! moro em blumenau, mas nasci no rio. To em SC por causa da facul, morô! hahauhauahauhauahuahauahua
e amo demais meu rio, mas tenho que tirar o chapéu pra sp... adoro essa diversidade! ( e os homens de terno então... huuuummmm!) hauhauhauahauhauhau

''[G]ü[R]ÿ disse...

o q o tempo não apaga? ótima pergunta!, mas eu sei a resposta: lixo!!! pq vem cá, pneu demora mais de um infinio de anos pra se decompor, isso, se decompor.

então ganhei esse bingo do tempoo.. ahahaha...

*eu sei q o post foi mto lindo, falando de outro tipo de tempo. Mas pq não brincar as vezes. A vida é mto severa, séria, dura. Vamos deixá-la FLEXIBLE!!!


alohaaa

O Profeta disse...

Esta brisa da tarde
Afaga as folhas com invisível mão
Arrasta consigo os sonhos perdidos
Soltos do encanto da real paixão


Bom fim de semana


Doce beijo

Julis disse...

que lindo, adorei.