quinta-feira, 24 de julho de 2008

A CURA

THE HEALING


Still waters, heavy hearts
Plans we make all fall apart
Disillusioned and lost in the gray
How can we fix the heart when it breaks?
Don't know how much more you can take
JON MCLAUGHLIN - JUST GIVE IT TIME




Ela volta a olhar aquelas fotos, escutar aquelas músicas.
Ela volta a sonhar aqueles mesmos sonhos, a cantar aquela mesma música.
Ela volta a repetir o mesmo mantra, a recitar os mesmos poemas.
Ela volta a sentir o mesmo cheiro, sentir o mesmo gosto.
Ela volta a proferir as mesmas insatisfações, a chorar as mesmas angústias.
Ela volta, sofre as mesmas feridas.
Ela volta, retoma as mesmas lágrimas.
Ela volta, soluça o mesmo choro.



Just give it time
It's gonna get better
Now is not forever at all
Just give it time
Everything changes
Tomorrow comes, today will be gone
Everything's gonna be alright
Just give it time, give it time
JON MCLAUGHLIN - JUST GIVE IT TIME




Ela adormece.
Passam dias, meses e anos.
Saram-se as feridas.
Saram-se as tristezas.
Saram-se as incertezas.

Curam-se os choros.
Curam-se os gritos.
Curam-se as indiginações.

Morre a solidão de uma companhia.
Morre a imperfeição da tal perfeição projetada.
Morre o se importar.
Morre o se preocupar.

Libertam-se o coração, a alma e a mente.
Ela, enfim, é dela mesma.
Está livre.


Jon Mclaughlin - Just Give It Time

3 comentários:

''[G]ü[R]ÿ disse...

Ela, enfim, é dela mesma.

E então ela se afoga no rio.

De desgosto por saber que ela mesma,

Não tem aquele encanto que achou que tivesse.

Se afoga no rio.

Rio raso, sem peixes, um aquário.

Se afoga de desgosto, com gosto,

Quer se purificar, se libertar.

Cadê os peixes? Nem eles a vêem.

Cadê seu amor? Salva-la do afogamento.

Cadê ela mesma? Foi-se libertar dela mesma.

* E daí, dreycka? Libertou-se?
Ahh, eu não pude deixar de completar o versinho, com meu humor sático. Sempre ela, ela, ela. E ele é o mau. Ele é o devil. Ele é o que a faz sofrer. E ela? Não é egoísta por querer ele só pra ela? E ela? Não é egocentrica por querer saber só dela mesma?
Que se afogue no rio!!!

Ahhhhhhhhhhhhhhhkkkkkkkkkkkkkkkkkk

zuera, zuera... é que não tinha o que dizer.. apenas que sempre vc acerta em cheio no que escreve. e eu erro sempre em tentar comentar.

Da próxima vez, eu tento ser menos chato, tá

bjs

Alohaaaaa

Srta Diazepan disse...

o tempo sempre se encarrega de curar feridas.

beijos

My Dmes disse...

Interessante o texto. Me faz lembrar as mesmas coisas, mas o tempo é o melhor remédio.
uhahau, é, amigos alienados.

beeijo :)