quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Sadness...



Minha tristeza é involuntária.
Se o vento sopra um pouco gélido, alguém me trás motivos para chorar;
Se a árvore balança suas folhas, me entristeço pelas pequenas que caem ao chão.
Nada consegue ser tão bom, ser suficientemente bom pra mim.
Tudo está sempre pouco, insuficiente, inacabado, imperfeito.

Mas minha tristeza é só minha.
É meu meio de ser minha, ser apenas eu.
Onde eu me fecho, me enclausuro em mim mesma.
Fico literalmente só, sinto o frio da noite não só na pele, mas na alma.
A respiração já é difícil.
O batom já não tem mais aquela cor de antes.
As roupas não mais me servem, enxergo tudo em tons de cinza.
O mar bate silencioso, as andorinhas se calam.
Parece que o mundo parou pra me assistir sofrer.
Só o meu coração, a cada "tum" um "tic-tac" do relógio.
Quando isso vai parar?

Nem as drogas que me receitaram hoje fazem efeito.
Parece que enfim consegui construir um muro de concreto ao meu redor.
Se nem eu consigo atravessa-lo, nem drogas nem um bom psicólogo conseguirão esse feito.
Tudo vai aumentando, o mundo fica maior, os problemas, as dificuldades... Tudo é maior.
Maior do que eu, maior do que minhas forças, maior que minha fé.
Fé... Há tempos a estou procurando mas não acho.

Alguém faça parar essa dor.

Ontem cortei uma pontinha do meu dedo com uma faca amolada.
Não, eu não queria morrer (ainda).
Só quis sentir no meu corpo um pouco da dor aterrorizante que sinto no meu coração.
Não deu certo, meu coração e alma doíam muito mais.
Quanto tempo ainda vai durar?

Texto inspirado no filme "Banquete do Amor" que eu assisti esse fim de semana.




12 comentários:

''[G]ü[R]ÿ disse...

your thoughts

''[G]ü[R]ÿ disse...

kkkkkk.. zuera... viu, adorei o texto, dreycka.. bem escrito (básico né? como sempre!)
e bom... que mais dizer? que me identifiquei com ele.. e que queria dizer que as vezes, gosto da tristeza por me fazer sentir que ainda estou vivo!.. pronto, fim. temminei o comentário..

e ahhh... akela musica minha, q postei hj, entrou no blog tão feia.. tão sem estética!!.. ahsuhdaus eita... ainda bem q tenhu uns "posts" na manga.. hehehe.. até
bjão
alohaaa

Camilla disse...

E depois dizem que a dor física é pior que a dor da alma. A dor física ao menos tem um motivo, mas, e a dor da alma que muitas vezes dói e nós não sabemos nem o porquê?

Postei um texto mais ou menos assim também, e é assim como estou me sentindo.

Beijos...

Ana Carolina disse...

esse sentimento é difícil de descrever, mais adorei a sua forma de expressa-lo, bjoo
té mais

Rafa disse...

Acho que todo mundo, ao menos uma vez na vida, passou por algo assim.
:*

assim que tiver tempo, eu mexo lá nas páginas e linko vc tbm :D

fui o/

Rachel disse...

Olá!
Menina, você é redatora?
Parabéns pelo blog.

Até!

''[G]ü[R]ÿ disse...

viiuuu... notebok é o que há!!.. ainda mais que descobri internet sem fio na facul... ashudahs de gratis!!!..
nao vivo sem!!.. bjjj

alohaaaaa

Olhos Virtuais disse...

Oie...
Bom final de semana

bjs

Teresa disse...

espero q seja ficção......

tristeza dói mais que qualquer dor física.

pq dói a alma.

=*

instantes e momentos disse...

tristeza é coisa pra se jogar fora.
bom o post, muito legal teu blog.
Tenha um belo final de semana.
maurizio

Lizzie disse...

Não sumi, não! Demoro, mas volto.
Tenho vários textos e posts escritos, mas estava ainda pensando em postá-los.

Sabes, minha tristeza também é involuntária. Eu sou feliz por natureza, e triste por outra opção.
Belo post!

Saudades!
Beijocas,
www.lizziepohlmann.com

Fabi disse...

Belo texto... não sei se é o que está passando, ms todos nós já passamos um dia por isso.
A solução?
Passar... sentir e esperar passar.
Beijos.