quinta-feira, 16 de outubro de 2008

:: Amor e Dor - A RIMA


O poeta que ama não é tão valorizado quanto o poeta que tem uma dor.
Quem odeia sente mais, quem está machucado sente mais.
Quem ama, só ama. Quem ama, não é da conta de ninguém.
A dor, o ódio, são mais apreciados, mais saboreados, mais superestimados.
Quem ama, simplesmente ama. Como preto no branco. Sem explicações, sem rimas, sem prosa.
Nunca vi ninguém agir por um excesso de amor. Mas o que mais vemos são excessos de raiva. Ninguém não se acorda super feliz e vai fazer uma boa ação.
Mas tem muita gente acordando com muita raiva e saindo pra atirar, roubar, matar...
Ataques de fúria. Nunca ataques de amor.
Alguém realmente lembra o dia que mais amou? O que sentiu?
É bem mais fácil se lembrar daquela dor maior... Ainda parece ferida aberta.
Na verdade a graça está no sofrimento.
Poeta tem que sofrer, para todo o resto do mundo cabe amar. Não para o poeta.
Ninguém quer ler os apelidos infantis de um casal de namorados.
Mas todo mundo vibra quando Augusto dos Anjos manda escarrar na boca de quem te beija.
Ninguém superestima o amor, mas geralmente colocamos a dor em patamares que nem nós mesmos conseguimos chegar de tão alto, mas ela fica lá, nos sorrindo.
Poucas são as músicas que falam sobre as beneficies do amor, porém muitas são aquelas dos que odeiam, do que traem e que foram traídos, dos perdidos, dos solitários...
A dor pode ser menos tangível que o amor.
A dor pode se esconder; o amor não, este é taxativo.
A dor pode até ser menos constante.
Mas ela sempre vai querer tomar mais de nós. Tomar mais do nosso tempo, tomar mais as nossas lágrimas, se apossar bem mais dos nossos pensamentos.
A dor é a grande graça.
Já o amor... é o que a disfarça.
Porque não há amor sem dor.
Nem dor que se cure sem o amor.
E é assim que é feita toda a rima.
E são pintadas todas as cores dessa vida.
No preto e branco da dor.
Bordados com o colorido do amor.
Texto meio piegas, né? : P

3 comentários:

Mary West disse...

Piegas sim, mas deveras verdadeiro. Acho que eu ando piegas tb. :D

Teresa disse...

então isso significa que o amor não é uma dor

=)

Dani Vidal disse...

Adorei o post.
concordo com a maior parte dele...
esse meu lado piegas tá fogo. mas dizem que a verdade está na simplicidade, então.. eu sou piegas sim.

=)