domingo, 12 de outubro de 2008

To Pretend


O que mais aperta a garganta
O que mais incomoda a boca do estômago
Não é nem a indiferença, nem as falsas declarações
O que mais machuca é a ausência, é não ver você por perto

O que eu já aprendi ninguém mais tira de mim
Mas do que eu tenho mais ciúme não é meu
Você é só seu e isso me irrita
Meu sentimento de pertença, de querer ser a dona do mundo
Acaba com qualquer ânimo...

Eu sou bem assim como você um dia me descreveu
Gosto de estar bem e de fazer os outros se sentirem bem
Sou sonhadora, planejo muita coisa pra mim e pros outros
É, eu não vivo sozinha.
Mas esqueci de ti dizer que eu também sempre vejo o copo meio cheio
Também sei realizar e não só sonhar
Que anseio mais a surpresa do que a o presente em si

Esqueci de ti dizer que por trás da capa de chumbo eu sou frágil
E fingir de forte não é ser fraca, é ser prudente, é ser um pouco menos fraca por isso
Esse meu jeito falador, despachado de ser... Não é nada mais que insegurança
Insegurança de alguém me ver lá dentro
Ver que eu tenho mais medo guardado do que sonhos estocados
Ver que eu não sou grata o suficiente, não enxergo a vida da maneira certa, e tenho muitos arrependimentos

É, eu sou muito mais complexa do que você imaginou
Mas quer saber? Não quero trazer problemas
Vivi até agora sem você, não vou morrer por te perder
Aprendi que não existe alma gêmea, nem único amor na vida
Então, pode ir, vou sentir sua falta hoje, mas amanhã vou esquecer do seu aniversário e das conversas indecentes que tivemos
Quando o tempo passar toda mágoa se dissipará e só restará nós dois, separadamente

Hoje você foi o dono dos meus pensamentos,
Amanhã você vai ser só lembrança, carinho e mais um contato da minha agenda
Não se perca por aí
Pois eu escolhi outro caminho, e nele não estou com você



Bjus, amores!!

6 comentários:

Manu disse...

Adorei o texto...
Profundoooooooooooo
bjus

Ceisa Martins disse...

Nossa... faz tempo que nao apareço, e quando venho... um texto lindo... Nossa!

Tá tudo lindo!

Beijos!

Fernanda disse...

AmO o seu blog, quando to lendo parece que foi eu que escrevi, de tanto que me identifico! Continue postando :)

Muito Sucesso!

Beijos

Mary West disse...

Um doçura este teu texto e ao mesmo tempo, muito, muito intenso. ;)

Elis disse...

ui..moça....que lindo seu texto..ahhh estas nossas paixães..
que que a gente faz garotinha...heim...
olhe um xero bem grande e boa semaninha proce!

''[G]ü[R]ÿ disse...

iae dreycka... td bem? noss.. teus posts estão cada vez melhorando, voltando ao que era, transmitindo aquela emoção por meio a palavras escritas... ahsudhaushda.... mto bom mto bom.. quem diria eu escrevesse assim.. nusss.. parabens, vc sab q merece mto mais do q imagina.. (ambos sentidos)

alohaaaaa